Encare seus monstros, mesmo que seja somente uma obra no telhado

Minha casa está em obras. Há um mês. Estamos trocando todo o telhado. É uma obra demorada, chata e muito poeirenta. Mas o pior de tudo, até agora, foi entrar em casa e não ter telhado. Foi uma sensação de desamparo e vulnerabilidade. E se chovesse? E se entrasse ladrão? E se o pedreiro não aparecesse no dia seguinte?

Quando entrei em casa no dia em que as telhas foram retiradas, pensei em nem subir as escadas para ver como estava. Estava com medo de como me sentiria. Mas pensei que precisava encarar esse monstro. Porque uma vez sem telhado, não havia como voltar. Era preciso encarar e seguir em frente (alguma semelhança com algo chamado VIDA?). Se chovesse, iria molhar e, depois, teria que contabilizar o prejuízo. Se entrasse ladrão, teria que ver o que fazer depois. Se o pedreiro faltasse no dia seguinte, teria que procurar outro.

Pra mim, entrar no meu quarto, olhar pra cima e ver o céu, em vez do forro de casa, foi uma pequena vitória. Pode parecer idiota, mas não é. Sempre tive medo de enfrentar situações difíceis. Tenho o péssimo hábito de fugir dos problemas. E quando vi que estava fugindo de uma situação que me angustiava e preocupava, tomei a decisão de subir as escadas. Não tive uma epifania e nem posso dizer que, a partir dali, minha vida mudou completamente. Mas, a partir dali, eu entendi que precisava encarar aquela obra como uma fase, um momento e, sim, saber que havia alguns riscos. Até todas as telhas estarem colocadas, fiquei tensa, preocupada, checando a previsão do tempo em 3 aplicativos. Porém, segui em frente com as tarefas da vida. No dia em que a última telha foi colocada, senti alívio. Que bom que deu certo, que não choveu, que os pedreiros não faltaram e que o ladrão não entrou.

Já posso dizer que uma obra pode ser uma lição de vida! Porque, afinal, se eu não tenho coragem de encarar uma casa destelhada, imagina uma situação mais grave, um problema de saúde ou a morte de alguém querido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *